Blog da Folhinha

Um espaço de interação com a criança

 

Mapa do Brincar

Cabra-cabriola

Cabra-cabriola é o nome de um tipo de bicho-papão, que assusta crianças à noite. Essa criatura que já tirou o sono de muitos meninos e meninas veio na bagagem de histórias dos portugueses e se misturou com os causos contados pelo Brasil.

Mas olhe que curioso: a cabra-cabriola é também o nome de uma brincadeira que a equipe da Folhinha colheu no final do ano passado. Foi durante viagem da jornalista Camilla Costa pela região Centro-Oeste. Em Goiás (GO), ela conheceu o menino Breno, de dez anos, e ele explicou como funciona a brincadeira:

Cabra-cabriola, onde está a bola?

Jeito de brincar:
O grupo de crianças escolhe uma para ser o cabra-cabriola.
Ele fica na frente, virado de costas para o grupo com uma bola na mão (que pode ser feita com meias velhas e coloridas).
Para começar a brincadeira, o cabriola joga a bola para o alto e uma pessoa do grupo a esconde.
Depois, o grupo pergunta “Cabra-cabriola, onde está a bola?”. E o cabriola tem que adivinhar com quem ela está.
Se ele acertar, a pessoa que escondeu a bola vira o novo cabriola.

Em Minas Gerais, em vez de falaram "Cabra-cabriola, onde está a bola?", as crianças falam "Maria Viola, onde está a bola?".

Essa foi uma das brincadeiras que a equipe da Folhinha fez com as crianças no Colégio Rainha da Paz, em São Paulo. Lá, conversamos com os alunos do 1º ano A, das professoras Sylvinha e Fernanda, sobre o Mapa do Brincar (www.mapadobrincar.com.br).

Conversamos sobre os meninos que brincam de trisca (pega-pega) na árvore no Ceará, dos diferentes desenhos de amarelinha, como o caracol, sobre as meninas que brincam de cozinhado (fazer comidinha) em Goiás e sobre como os índios suruís, de Rondônia, adoram se esbaldar na água.

Depois do bate-papo, claro todo mundo caiu na brincadeira. Brincamos de roda, cantando “Viuvinha” e “Farinhada”. Para escolher quem seria a viuvinha, fizemos a fórmula de escolha do Porquinho (estão todas lá no site do Mapa do Brincar). No fim, a brincadeira foi cabra-cabriola, que é muito animada.

Depois de tanta diversão, os alunos fizeram bonitos desenhos sobre o brincar para a Folhinha. Confira abaixo.

Cabra-cabriola, de SEBASTIÃO

 

Brincar na água, de DÉBORA

 

Amarelinha em forma de caracol, de NICHOLAS

 

Crianças brincando na árvore, de LUIZ FELIPE

 

Brincadeira de casinha, de CLARICE

 

Cabra-cabriola, de RAFAEL A.

 

Meninas brincando, de MARIANA

 

Cabra-cabriola, de CAIO

 

Cabra-cabriola, de SAMANTHA

 

Meninos pulando na árvore, de LEONARDO

 

Cabra-cabriola, de LUANA

 

Brincar na árvore, de YARA

 

Brincar de casinha, de BEATRIZ

 

Brincadeira na árvore, de ANA LUIZA

 

Amarelinha de caracol, de PEDRO

 

Cabra-cabriola, de LUIZA PAULINO

 

Brincadeira na árvore, de MANUELLA

 

Cabra-cabriola, de CAROLINA

 

Cabra-cabriola, de RAFAEL N.

Escrito por Gabriela Romeu às 20h52

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mágica universal

A mágica do barbante é mesmo universal.

Olhe que bacana esse garotinho lá da terra do Sol Nascente criando várias figuras com bastante habilidade no vídeo abaixo. No Japão, a brincadeira de barbante é chamada de "ayatori".

Escrito por Gabriela Romeu às 00h21

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Brincadeiras da África

 
 

Brincadeiras da África

Sabe como brincam meninos e meninas na África? O documentário abaixo mostra cenas de brincadeiras de crianças de uma pequena vila chamada Kitanda, no Congo.

Dá para perceber como muitas das brincadeiras de lá são iguais às brincadeiras de meninos e meninas do Brasil.

Só é uma pena a gente não conseguir entender o que as crianças falam no vídeo. Alguém sabe traduzir?!

Escrito por Gabriela Romeu às 18h29

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Crianças brincam de briga de galo

 
 

Crianças brincam de briga de galo

Pedro, 6, e Breno, 10, brincam de briga de galo em Goiás Velho (GO)

 

O Brasil é mesmo cheio brincadeiras! Durante as andanças da equipe da Folhinha pelo país, encontramos até criança que vira bicho quando brinca.
 
Na cidade de Goiás Velho, no Centro-Oeste,elas brincam de briga de galo, que funciona assim: uma criança escolhe duas palavras e escreve cada uma em um papel. Depois, ela prende cada papel nas costas de outras duas crianças, que serão os "galos".
Aí começa a briga, que é só de mentirinha. Os dois têm que ficar de frente um para o outro e tentar impedir que o adversário descubra sua palavra. Quem descobrir primeiro ganha!

Acompanhe outras brincadeiras aqui no blog e conheça muuuitos outros jeitos de se divertir no site do Mapa do Brincar (www.mapadobrincar.com.br).

Escrito por Camilla Costa às 21h28

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bola mistureba

 
 

Bola mistureba

A equipe da Folhinha está circulando pelo país para coletar mais brincadeiras para o Mapa do Brincar (www.mapadobrincar.com.br). Por isso fique atento ao nosso blog!

Eu me aventurei por várias cidadezinhas e até capitais do Nordeste, onde encontrei brincadeiras inusitadas.

Por exemplo, em São Luís (MA), o menino Matheus Thiago de Souza, 10, ensinou que restos de materiais não precisam ir para o lixo! Podem rolar nos pés da meninada.

Matheus fez a bola (na foto acima) da seguinte maneira: enrolou papel, sacola plástica e passou fita adesiva várias vezes para juntar tudo.

E, melhor do que fazer a bola, foi marcar vários gols com ela!

Escrito por Gabriella Mancini às 12h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Blog da Folhinha O blog da Folhinha é um espaço virtual para interação das crianças com o suplemento impresso publicado pela Folha de S.Paulo aos sábados. É produzido pela editora, Patrícia Trudes da Veiga, pela editora-assistente, Gabriela Romeu, além de outros colaboradores.
Mapa do Brincar

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.